Meu amor pelos livros

Hoje eu li uma matéria na Revista Bula chamada Livros: o melhor presente de mim para mim. 

Sabe quando aquele texto foi escrito pra você? Então, é esse.

O começo, de cara, chamou minha atenção. Esse ano fiquei desligada do mundo dos livros e do mundo real por conta das redes sociais/internet/seriados. Tirando os seriados, senti que de nada adiantou perder meu tempo com a internet. Deixei de prestar atenção em conversas, de olhar nos olhos, de ficar ligada ao que estava acontecendo ao meu redor, deixei de ler mais. E quando fui refletir sobre isso, tomei um balde de água fria. Acordei.

A verdade é que eu tinha tempo para a literatura, só estava afastada dela por falta de interesse ou organização. Porque a nossa vida é feita de escolhas e prioridades. Você pode escolher passar uma hora na frente da televisão ou gastar parte do seu dia olhando a vida social e as fofocas em seu celular. Mas também pode escolher usar esse tempo para ler ou fazer uma caminhada ao ar livre.

tumblr_ni8lp9bwpj1skswjlo1_500

Mais adiante, encontrei mais uma parte que diz muito sobre mim. Sobre como os livros servem de refúgio. Não costumo dizer que todo livro é uma fuga da realidade, porque nem todo livro é. Muitos livros de não-ficção ou história, por exemplo, abrem bem os olhos da gente para a realidade. Me refugio nos livros para esquecer dos problemas, para tentar preencher aquele vazio existencial que me pega de vez em quando, para me sentir mais perto de quem amo e não está mais presente fisicamente.

Depois que voltei para o mundo dos livros, salvei-me de dores e medos. Os livros me ajudaram — e continuam ajudando — a preencher vazios e encontrar respostas. A leitura dá vida à minha imaginação. Manoel de Barros disse que não precisamos do fim para chegar. Sim, não preciso saber tudo para entender! Ler floresce a minha inspiração, pois a importância das coisas está no encantamento que elas produzem em nós. É como escutar a cor dos passarinhos.

Leiam esse artigo e vejam se vocês também se identificam como eu me identifiquei =)

tumblr_static_tumblr_static_93f91mk61p0co04k4wkokwso4_640

Link: http://www.revistabula.com/6531-livros-o-melhor-presente-de-mim-para-mim/

 

Anúncios

Quinta-feira com POESIA

Olá, aventureiros!

O canal Aventuras na Leitura está com um novo projeto, com objetivo de incentivar a leitura de poesias

A cada quinze dias, terá vídeo no canal com poesias que gosto muito (sim, sou eu lendo… em casa, em contato com a natureza…) =)

Já temos três vídeos. Você pode conferir a playlist clicando aqui.

Ou assistir nesse post mesmo! 😉

Ah, mas antes… já é inscrito no Aventuras na LeituraClique aqui e inscreva-se para acompanhar as novidades.

  • VAIDADE, de Florbela Espanca

 

  • OS DOIS, de Manoel de Barros

 

  • LÍNGUA PORTUGUESA, de Olavo Bilac

 

 

 

O que é ser professor hoje?

Antes de mais nada, o que vocês irão ler não é algo para desmotivar quem quer começar ou avançar na carreira do magistério. É a realidade. A nossa realidade. É uma breve (ou não) reflexão sobre que rumos a Educação está tomando hoje em dia.

Desde nova eu brincava de professora: bonecas e ursinhos espalhados pelo quintal e um quadro negro. Ali eu escrevia e desenhava tudo o que ia aprendendo na escola.

Minha maior inspiração foi minha mãe, sem dúvida. Ela sempre me deixou livre para escolher que caminho seguir. Foi então que, ao concluir o Ensino Fundamental, decidi ingressar no Curso Normal (Formação de Professores). Foram 3 longos anos de aprendizagem e conhecimento próprio. Ali eu tive a certeza que lecionar era o que eu queria.

Fiz inúmeros estágios. MUITOS mesmo: ed. infantil, ensino fundamental, escola particular, escola pública, instituição filantrópica e um projeto que tínhamos no curso de reforço. Ufa!

Me formei em 2010. Via minhas amigas que vieram do Ensino Fundamental comigo cursando o Ensino Médio e dizendo: “mas vc vai ser PROFESSORA?” Pois é. Me tornei PROFESSORA com orgulho e determinação! Minha visão aos 17 anos era que eu era capaz de mudar o mundo. Na verdade, temos toda aquela utopia da adolescência.

Continuar lendo

{Poemas} Reinvenção, de Cecília Meireles

Olá, aventureiros!

Antes de mais nada, queria agradecer pelo incentivo que recebi que pessoas queridas para postar meus textos aqui no blog! Vou responder cada um! Vocês são lind@s ❤

Sobre o posto de hoje, vamos lá!

tumblr_static_tumblr_static__640

Estou num momento de ler muita poesia (talvez pelas maravilhosas aulas de Literatura Brasileira que estou tendo nesse período da faculdade, onde trabalhamos a poesia na literatura brasileira). Só nesse ano já li poemas de Adélia Prado (maravilhosa), Augusto dos Anjos (poderia dizer que ele foi bem excêntrico rsrs), Gregório de Matos e Tomás Antonio Gonzaga (meus favoritos), entre outros.

E, por isso, vou destinar um cantinho no blog para compatilhar algumas poesias com vocês (porque poesia é muito amor)!

Recentemente peguei um livro de poesias de Cecília Meireles pra ler, que ganhei de uma amiga muito querida. E Cecília Meireles me encantou (e continua me encantando).
A poeta pertence à segunda fase do Modernismo.

20160619_203850

Ontem li o peoma Reivenção e achei maravilhoso! Que versos profundos e reflexivos! Vou compartilhá-lo com vocês:

Reivenção

A vida só é possível
reinventada.

Anda o sol pelas campinas
e passeia a mão dourada
pelas águas, pelas folhas…
Ah! tudo bolhas
que vem de fundas piscinas
de ilusionismo… — mais nada.

Mas a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

Vem a lua, vem, retira
as algemas dos meus braços.
Projeto-me por espaços
cheios da tua Figura.
Tudo mentira! Mentira
da lua, na noite escura.

Não te encontro, não te alcanço…
Só — no tempo equilibrada,
desprendo-me do balanço
que além do tempo me leva.
Só — na treva,
fico: recebida e dada.

Porque a vida, a vida, a vida,
a vida só é possível
reinventada.

tumblr_lk4s8owQyn1qelwtmo1_500_large_large

20160619_203827 (1)

Espero que tenham gostado!

Beijinhos

Kelly Cominoti